fbpx

Lays Amaral

Empresa falindo? Não é a crise é má gestão!

No ano de 2016, as micro e pequenas empresas foram responsáveis por 61,8% dos pedidos de recuperação judicial, conforme dados da Serasa Experien.

Embora a crise econômica no país promova instabilidade nos resultados dos empreendimentos é a má gestão que favorece a falência e nesse sentido é importante que os empresários estejam atentos aos sintomas.

Para a maioria dos empreendedores, o negócio é como um filho. Ele investe todo o amor e economias para que sua empresa cresça e dê certo. Admitir que um sonho fracassou e parar antes que tudo piore é um desafio para o empresário que muitas vezes demora a perceber os sinais e se distancia de uma possível reestruturação empresarial.

Fique atento a 5 dicas para manter a saúde da sua empresa:

1 Respeite seu negócio

O foco no empreendimento e a atenção as demandas que surgem no dia a dia é fundamental para que o empresário tenha clareza do que vem acontecendo no seu negócio. Respeitar a empresa significa se comprometer, estar presente, cumprir as regras básicas, como é o caso de ter um horário específico para chegar, colocar em prática a rotina de atividades, não deixar para depois as ações que precisam ocorrer hoje e principalmente ter consciência  de que a percepção que o empresário tem do negocio e a forma como ele age diante disso tem uma relação direta com o que o funcionário pensa sobre a empresa. Dessa forma, se você acredita que sua equipe não veste a camisa ou não se compromete o suficiente, comece a analisar se você respeita o seu negócio, como deveria.

2 Separe pessoa física de pessoa jurídica

Se você ainda acredita que ao longo do mês tem o direito de retirar valores no caixa para quitar despesas pessoais, pare tudo agora! Faça uma análise da atual situação da sua empresa, seus custos fixos, variáveis, últimos resultados, etc. e avalie o que cabe no orçamento como forma de retirada. Isso mesmo! Indagações como: Preciso pagar minhas contas! Eu trabalho aqui o dia todo, tenho direito a um salário! Ou qualquer coisa do tipo é um sinal de que sua empresa não vai se manter por muito tempo. Se o pró-labore que sua empresa pode pagar hoje, não é suficiente, alinhe sua estratégia, procure formas de ampliar seus lucros, e a partir daí, comece a aumentar suas retiradas, do contrário, você terá uma surpresa desagradável em breve.

3 Ouça os especialistas

A assessoria empresarial tem a função de acompanhar o empresário na estruturação / reestruturação do seu negócio e com base em um levantamento bem estruturado é possível ter clareza da real necessidade da empresa, seus pontos fortes, fracos, onde é preciso “estancar” e onde cabe ampliação e investimento. Essa é uma prática comum, em especial para empresas que tem o corpo diretivo focado nas questões operacionais, que de fato são muito importantes, mas totalmente dependente de uma gestão eficiente, que otimize resultados e promova desenvolvimento. O mercado mudou muito, as coisas acontecem de forma rápida e ser realista quanto a necessidade do empreendimento é fundamental para que as medidas sejam tomadas de forma assertiva e suficiente para a manutenção das atividades. Mas atenção. É fundamental que você esteja aberto a opiniões contrárias, e avaliar críticas e sugestões com humildade: muita gente pode te ajudar se você souber ouvir.

4 Mantenha o foco

Defina o que é importante para você! Somos incentivados diariamente a sair do foco. Novas propostas, perspectivas, negócios aparentemente mais atrativos, entre outros fatores que tendem a tirar a atenção do empresário. O que é importante para você? Qual a sua prioridade? Reflita sobre isso, e faça tudo em prol desse objetivo. A empresa precisa de atenção e o olhar constante do empresário faz toda a diferença. Esteja atento as necessidades do seu negócio, se aproxime dos colaboradores, ouça o que eles tem a dizer, direcione suas energias para o que deve ser feito, dessa forma, você consegue se antecipar aos problemas e ser eficiente nos processos a ponto de garantir a manutenção da empresa no mercado competitivo.

5 Atitude

O conhecimento do passado e as projeções futuras de uma empresa é o ponto de partida para se organizar um caminho de sucesso, no entanto, não são suficientes para concretizar qualquer possibilidade de ascensão. A atitude transforma a realidade de uma casa, uma empresa, uma cidade, um país. O seu negócio precisa de você! Os problemas que ocorrem na sua empresa são de sua responsabilidade, assim como as coisas boas também. Suas ações têm sido assertivas ou destrutivas? Já pensou sobre isso? Fazer por fazer, sem avaliar as consequências, não faz o menor sentido. Se informe, entenda o que sua empresa precisa e FAÇA!

Share on facebook
Compartilhar
Share on linkedin
Compartilhar
Lays Amaral
Lays Amaral