fbpx

Qual a cultura da sua empresa?

Mesmo que não seja evidenciada ou percebida no dia a dia, todo e qualquer empreendimento possui uma cultura. Isso independe do ramo de atuação, quantidade de colaboradores ou tempo de mercado. 

Diz respeito a um conjunto de hábitos, crenças, valores, atitudes, comportamentos e uma dinâmica de fatores que norteiam e caracterizam a identidade de uma organização. 

Qual o jeito de ser da sua empresa?

Esse é um questionamento relativamente simples e que contribui na compreensão de como o empreendimento é de fato, onde por vezes, tudo que uma empresa precisa para ter sucesso é um olhar realista para a forma como de fato as coisas acontecem, sem aquelas comparações infundadas sobre o que a concorrência tem feito. E acredite, isso só pode ser feito por você empresário (a). É sua responsabilidade, viabilizar um diagnóstico cultural fidedigno capaz de evidenciar a identidade da empresa e como isso pode contribuir com os resultados organizacionais. 

Respeite o seu negócio e desenvolva a sua estratégia! Deixe claro para todo o time o que é fundamental para que o trabalho seja realizado de forma consistente, a ponto de resolver o problema do cliente, promover um ambiente agradável e por consequência gerar resultados positivos a todos os envolvidos. 

Isso é cultura! Quando a sua equipe faz o que precisa ser feito mesmo quando você não está olhando. Aqueles hábitos que são essenciais para que o seu negócio avance ainda mais  e que está presente no comportamento da alta direção, dos gestores e de todo o time. 

Entre diversos outros benefício, podemos destacar que a cultura:  

Estimula a motivação; 

Gera mais engajamento com o objetivo do negócio; 

Mantém colaboradores e gestores unidos em prol de um objetivo comum;

Promove harmonia entre departamentos;

Personaliza o processo de recrutamento e seleção, entre outros inúmeros benefícios de uma adequação cultural. 

É fato que construir uma cultura forte não é a tarefa mais simples e isso não tem relação com a construção ou alinhamento e sim com a manutenção, o acompanhamento e principalmente a congruência.

É preciso que o empresário (a) / gestor (a) viva a essência da empresa, essa é a forma mais simples de fazer com que o empreendimento tenha uma cultura forte. Você como referência para os demais, praticando cotidianamente os hábitos fundamentais previamente definidos. Quando você faz, a equipe se sente segura para replicar tais comportamentos e gradativamente atitudes que antes eram difíceis passam a fazer parte da rotina. Nesse processo, a sua gestão fica mais ágil, já que estão todos conectados a um só objetivo.

Nesse tempo de incertezas e muitos desafios, empresas com uma cultura forte tendem a passar por tudo isso de forma mais leve aproveitando cada aprendizado.

Caso, você não tenha uma cultura organizacional estabelecida onde todo o time conhece, vive e respeita, você pode aproveitar esse momento de turbulência, para compreender quais os comportamentos estão mais presentes no dia a dia. As pessoas (incluindo você), mais reclamam ou estão focadas em encontrar uma maneira para vencer esse momento de crise? Existem proatividade ou esperam por soluções prontas? Há colaboração ou cada um por si? São várias coisas que você pode observar no dia a dia, nas reuniões virtuais e afins para que você compreenda que tipo de comportamento fica em evidência, talvez essa seja a sua cultura, e a partir disso, fica mais fácil potencializar o que for positivo e/ou criar plano de ação para programas de melhoria.

O conjunto de comportamentos de todas as pessoas que atuam no seu empreendimento ajudam a formar a sua cultura e é isso que fica em evidencia para os clientes, é isso que faz com que outros profissionais queiram trabalhar na sua empresa ou queiram sair. É sem dúvida a maneira mais genuína de ser relevante a todos os seus stackholders.

Portanto, respeite o seu negócio, identifique os hábitos que são fundamentais e viva e sua cultura organizacional.

Share on facebook
Compartilhar
Share on linkedin
Compartilhar
Lays Amaral
Lays Amaral